Quadros geométricos com foto dica de decoração

Oi, gente! Lembra de uma época não muito distante em que revelávamos as fotos e guardávamos tudo bonitinho em álbuns da kodak que vinham de brinde? Eu tenho uma certa saudade desse processo todo, principalmente da ansiedade que dava esperar as fotos ficarem prontas. A gente tem aqui em casa umas câmeras antigas que funcionam muito bem, então ainda dá pra sentir essa alegria de vez em quando.

Quadros geométricos

Mas, se hoje em dia precisamos de um motivo especial pra botarmos as fotos digitais no papel, eu te dou um: decorar as suas paredes! Olha que legal esse DIY que mostrei hoje lá no Histórias de Casa. Faça você mesma-mesmo esses quadrinhos com fotos, em formato de triângulo, modernos, divertidos, poderosíssimos, os quadrinhos mais bonitos do brasil! Bem fácil, prometo.

Como ter uma horta dentro de casa

Oi, gents! Sentiram minha falta? Diz que sim! Eu tava de férias, por isso a ausência aqui no blog. Mas vamos já ficá feliz que tem post novo lá no Histórias de Casa.

Como ter uma horta dentro de casa

Meu DIY da vez é esse cachepô com uma mini horta, bom pra quem não tem espaço mas se liga muito nuns temperos fresquinhos. Eu confesso que já tentei ter horta em casa, mas ela ficava na sacada, onde venta muito, o que fazia as plantas secarem bem rápido (plus uma leve dificuldade que eu tenho em regar os matos com a frequência necessária). Não deu muito certo. Dessa vez botei o cachepô na lavanderia, ao lado de uma janela, aí acho que vai rolar melhor.

Então a ideia é essa: qualquer cantinho que tiver de bobeira dentro de casa – e que receba luz solar direta, plis – vai ficar bem mais bonito com uma hortinha assim. Corre lá pegar o tutorial (e tem download do ‘plante amor’, papaya with sugar, hein?). Se fizer me mostra? Adoro ver seus projetos. Beijo!

Quarto e uma cabeceira, ideias

E aí, pipou! Hoje o post é meio que 2 em 1. Eu mostro meu quarto e de brinde vem um DIY. Ou eu mostro um DIY e de brinde vem meu quarto. Tanto faz. A história que importa é que a Meu Móvel de Madeira me convidou pra customizar esta cabeceira ripada e fazer um tutorial para o blog da loja, e eu fiquei toda feliz e orgulhosa. Os dois primeiros móveis que comprei na vida, quando eu nem sonhava em ter um blog, quase 6 anos atrás, foram da MMM, então a parceria só podia envolver muita alegria mesmo.

Quarto e uma cabeceira, ideias

Quando topei o desafio de transformar a cabeceira, meu primeiro pensamento foi: não quero usar tinta. Porque essa seria a ideia mais óbvia e eu queria criar alguma coisa diferente. Eu também sabia que o DIY tinha que ter uma vibe meio boho, que era o direcionamento que eu tava dando pra decoração do meu quarto. Depois de muito bater a cabeça cheguei à solução dessa estampa étnica. Me senti muito espertinha (há), mas não sabia se ficaria da forma como eu esperava. Acabou que deu muito certo e eu fiquei felizona com o resultado. E aí? Pelas fotos já descobriu o material que usei na transformação da cabeceira? Então clica aqui pra tirar a dúvida e conferir o passo a passo completo no blog da Meu Móvel de Madeira.

Bom, e já que to te seduzindo com o DIY da cabeceira, aproveito pra mostrar um pouco como anda a decoração do meu quarto. Depois que fiz o post percebi que seria legal fotografar mais alguns detalhes, tipo os quadrinhos, a penteadeira, mas vou deixar pra outra hora, ok?

To pondo aqui a origem dos objetos e móveis, caso alguém queira saber:

Colcha Tok Stok | Almofada de olhinho DIY (não fiz passo a passo pro blog, mas é muito simples: pinta com tinta para tecido e seja feliz) | Almofada da cadeira ganhei de um amigo, não sei onde comprou | Luminárias Tok Stok | Quadrinhos com fotos pessoais e o ‘gracias a la vida’ eu mesma escrevi | Pendente de corda DIY (também mega fácil: cata umas cordinhas, amarra tudo num palito e dá aquela graça com um caninho de cobre) | Cortina Urban Outfitters | Penteadeira e criado-mudo ME Móveis (loja de Florianópolis, acho que não vende online)

E é isso, gents! Agora 6 me contam o que acharam de tudo? Beijo, brigaduuu (rosas do fábio junior pra vcs).

formas de pendurar pôsteres sem moldura + suporte para desenho de criança

Semana passada ganhei de presente os 3 pôsteres lindos que o Histórias de Casa lançou em parceria com a loja Na Casa da Joana. A Bruna e a Paula, criadoras do HC, me propuseram um desafio: pendurá-los sem usar molduras convencionais. Eu já adoro botar coisas sem moldura nas paredes porque vivo mudando minhas ~obras de arte~. Aí fica mais fácil, né?

formas de pendurar pôsteres

Acabaram rolando 3 ideias divertides e modernes, que eu dividi lá no Histórias de Casa hoje. Na foto acima, uma das composições com os pôsteres e meu novo espelhinho que foi – TCHARAM – feito por mim, do ZERO – leia-se: até cortar o espelho eu cortei. Te juro. Semana que vem tem o passo a passo aqui no blog. Yay!

Bom, e como eu também não tinha colocado aqui o meu penúltimo DIY para o Histórias de Casa (pra quem tá chegando agora, eu colaboro com o blog quinzenalmente), aí vai uma prévia. Fiz um suporte fófis para desenho de criança, que também serve para pendurar recados, fotos ou até, olha só, pôsteres! Clique aqui pra ver o passo a passo completo.

Desculpem a pouca frequência dos posts no último mês. Vida tá maluca, mas já já volta nos eixos.

Semana que vem já tem DIY desse espelho triangular, não esqueçam, amigues.

Espelho em formato de triângulo

Já faz um tempinho que meu banheiro de visita tá sem espelho, porque a moldura do que tinha lá encheu de cupim e tive que jogar fora. Mantive o espelho, claro, para colocar outra moldura depois. Meses se passaram – sim, eu sou enrolada – e o negócio ainda tava lá, encostado. Aí esses tempos vi esse tutorial que mostra como cortar vidro em casa, e tive a ideia de fazer um espelho triangular, porque to obcecada com triângulos, haha. Me enrolei mais um pouco e agora, finalmente, o negócio saiu.

Espelho em formato de triângulo

Pra falar a verdade, eu fiquei na dúvida se botava o tutorial aqui, porque é bem gambiarrento (as molduraria pira). Nem tirar foto do materiais eu tirei, já que não sabia exatamente como iria fazer. Mas, ao mesmo tempo, achei que seria legal mostrar que dá pra criar um espelhinho manero com materiais simples de encontrar, que talvez você até já tenha em casa. Ok, o cortador de vidro você não deve ter, mas é fácil encontrá-lo em lojas de ferramentas ou de materiais de construção, e custa menos de 10 reais. Vê só como foi a pirateada:

Materiais:

Espelho | Madeira | Cortador de vidro | Régua | Lápis | Serrote | Fita crepe | Cola epóxi | Arame | Alicates | Pregos | Martelo | Suporte para quadro | Tinta e pincel (opcionais) | Luva e óculos de proteção

Passo 1

Desenhe o triângulo no espelho com a canetinha permanente.

Passo 2

Passe o cortador de vidro sobre a linha traçada no espelho. Eu tentei fazer com a régua, mas meio que escorregava, então fiz fristaile mesmo. Esse cortador de vidro funciona assim: você faz um risco no espelho e parece que não aconteceu nada, haha. Não vai simplesmente cortar ao meio só de passá-lo, como se fosse um estilete. Você tem que quebrá-lo (no passo 3 explico). Dá medo, dá MUITO medo. Mas vai com calma e coragem que dá certo. Eu apliquei uma certa força no risco, porque da primeira vez que passei o cortador o espelho não quebrou.

Passo 3

Essa é a hora que dá medo. Pra garantir sua segurança, recomendo que use óculos e luvas de proteção. Não aconteceu comigo de sair espelho voando, mas quanto mais segura-seguro você estiver, melhor. Eu quebrei o espelho assim: apoiei sobre a beirada de uma mesa firme e forcei para baixo na linha do corte. Ele não quebrou com tanta facilidade, talvez porque o meu espelho era mais grossinho. Por isso a gente fica inseguro, acha que não vai rolar, mas rola sim. Veja que no lado direito a parte de cima ficou torta, provavelmente porque eu não tinha riscado direito naquela área.

Se você quer ter mais clareza de como cortar o espelho

Passo 4

Corte 3 pedaços de madeira um pouco maiores que os lados do triângulo.

Passo 5

Posicione um sarrafo sobre a borda espelho e risque uma linha seguindo a sua diagonal (5a). Corte a madeira com o serrote (5b). Em seguida, coloque outro pedaço de madeira (5c) e risque seguindo a linha externa da madeirinha anterior (5d). Repita esses passos para completar a moldura (5f). Fica meio difícil explicar, mas pelas fotos dá pra entender, né?

Passo 6

Cole os pedaços de madeira e use a fita crepe para ajudar a segurar e firmar enquanto a cola seca. Eu passei cola epóxi, porque já ia usá-la para colar o espelho na moldura, mas se você tiver cola para madeira, acho que é melhor.

Passo 7

Agora é que a gambiarra fica tensa, haha. Eu criei grampinhos de arame galvanizado com os alicates, e martelei na junção das peças, porque só a cola não deixaria a moldura tão firme. Meu arame era meio grosso e achei que não fixou tão bem, por isso também usei grampeador normal pra ajudar (veja no 8). Se você tiver um arame mais fininho acho que fica melhor.

Passo 8

Cole a borda do espelho na moldura. Se você também quiser pintar a madeira, faça isso antes de colar o espelho.

Passo 9

Martele alguns pregos rente ao espelho (9a) e entorte-os com o alicate (9b), para fazer umas ‘garrinhas’. Faça isso em todos os lados (9c), para segurar bem o espelho.

Passo 10

Como o acabamento ficou ó, uma bosta, resolvi passar fita crepe para dar uma melhorada, e também já ajuda mais um pouco a segurar tudo no lugar.

Passo 11

Pra finalizar, fixe o suporte para quadro no verso da moldura. Normalmente ele já vem com os preguinhos no tamanho certo. E agora acabô!

É isso, gents, até que não é difícil, né? Se você tiver muito medo de cortar o espelho também pode levá-lo a uma vidraçaria. E ah! Eu não manjo tudo dos paranauê, não, hein? Eu testo e experimento muita coisa. O que dá certo eu compartilho com vocês, mas, se alguém aí tiver ideias melhores/mais práticas para fazer a mesma coisa, compartilha com a gente!

DIY Porta-arquivos

Outro dia fui convidada pela Isabela, do fofíssimo blog Dele e Dela, a fazer um post de DIY por lá. Ela sugeriu que fosse algo relacionado a casal, e decidi colocar em prática um projetinho que já tinha há tempos na cabeça. Fiz dois porta-arquivos, ou porta-revistas, ou porta-documentos (não sei exatamente como chama isso, mas você usa como bem entender, haha), que ajudam todo mundo a se organizar melhor. Tem até espacinho pra por o nome da pessoa ou indicar o conteúdo. Não é legal?

Ah, antes que você pergunte, o papel contact marmorizado é fácil de achar! Comprei em uma papelaria comum, e o preço é similar ao dos outros tipos de contact. O tutorial completo você vê lá no Dele e Dela. Vai lá!